Prédio do Ministério da Justiça

Cópia 3 de imgresAvenida Rodrigues Alves, 1, Saúde

No 4º andar deste prédio, Dilermano Mello do Nascimento, economista e integrante da Sudene e ex-diretor da Divisão do Material do Ministério da Justiça, foi morto  no intervalo de um interrogatório a que estava sendo submetido, sob torturas. Dilermano se atirou (ou foi atirado) da janela. A perícia inicialmente constatou que se tratara de um suicídio, e o próprio filho do requerente, segundo a Comissão de Anistia, sustenta essa versão até hoje. Segundo ele, Dilermano não suportou saber que seu filho, então com 15 anos, também havia sido capturado pelos agentes da repressão, estava na sala ao lado e sofreria torturas por conta das atividades do pai – o economista então teria optado por se matar.

Filtro: Mortos e Desaparecidos

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*