Penitenciária Lemos Brito

91cdfa76db0ceb69a499fdea4ca53118Rua Frei Caneca, 450, Centro

Local em que foram encarcerados alguns militantes, como Divo Fernandes de Oliveira, que provavelmente foi morto nesse presídio no final de 1964 ou começo de 1965. Seu corpo nunca foi entregue à família.

Filtro: Mortos e Desaparecidos

Segue uma listagem das pessoas mortas ou desaparecidas relacionadas a este lugar, conforme informações obtidas no livro-relatório da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos.

Cópia 6 de imgres-1Divo Fernandes de Oliveira
Antigo militante do PCB e tarifeiro da Marinha, participou do polêmico comício da Central do Brasil. Logo depois do Golpe de Estado, Divo foi preso, aos 69 anos de idade, e levado para o presídio Lemos Brito. Uns diziam que ele havia fugido outros, que fora transferido para o presídio Bangu I. Em abril de 1965, foram localizados alguns pertences de Divo no Departamento do Sistema Penitenciário (DESIP) do Rio de Janeiro. A CEMDP não conseguiu estabelecer se o desaparecimento ocorreu no final de 1964 ou no início de 1965.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*