Antiga sede do Conselho Federal da OAB

Rua Marechal Câmara, 240, Centro

A antiga sede do Conselho Federal da OAB, onde hoje funciona a CAARJ e a CEV-Rio, é o local relacionado ao atentado à bomba, cometido por militares radicais e anti-democráticos (conhecidos pelos nomes de Grupo Secreto ou “linha dura”), que causou a morte da funcionária Lyda Monteiro da Silva.

Filtro: Mortos e Desaparecidos

`Acesse o conteúdo completo em PDF

 

Segue uma listagem das pessoas mortas ou desaparecidas relacionadas a este lugar, conforme informações obtidas no livro-relatório da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos.

 

Cópia 5 de imgresLyda Monteiro da Silva
Às 13h40min do dia 27/08/1980, a diretora da Secretaria do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, que ocupava a função de secretária da Comissão de Direitos Humanos da endtidade, morreu ao abrir uma carta-bomba. A carta era endereçada ao presidente do Conselho Federal da OAB, Eduardo Seabra Fagundes. Lyda faleceu no mesmo dia, não resistindo aos ferimentos causados pelo atentado. Foi enterrada no cemitério São João Batista, comparecendo ao local uma multidão de 4.000 pessoas, consternadas com a brutalidade do atentado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*